quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Comunicado aos leitores

Em virtude da extensão do contéudo não houve condição de publicar o projeto na íntegra.

Parte do projeto de História realizado nos dias: 10 e 11 de dezembro de 2010


Prefeitura Municipal de Simão Dias
Secretaria Municipal de Educação e Cultura
Departamento de Ensino
Escola Municipal Otaviana Odíllia da Silveira
Disciplina: História





             arte e a estética do Cangaço no Nordeste brasileiro
  





Ano 2010
Simão Dias








A ARTE E A ESTÉTICA DO CANGAÇO NO NORDESTE BRASILEIRO









Jorge Luiz Souza Bastos
Formado em Licenciatura Plena em História pela UFS,
Pós-graduado em Psicopedagogia pela Faculdade Redentor,
Professor do Ensino Fundamental da Rede Municipal de Simão Dias

           APRESENTAÇÃO


O Presente Projeto intitulado “A arte e a estética do Cangaço no Nordeste brasileirobusca resgatar a origem e formação de bandos independentes e errantes de homens e mulheres armados, surgidos no sertão nordestino, fazendo justiça com suas próprias mãos, liderando assaltos e pilhagens a fazendas e vilarejos, tornando-se subversivos às ordens das autoridades, os quais desafiavam incessantemente.
O movimento do Cangaço que já existia desde o século XVIII, veio a se transformar em bandos independentes entre os séculos XIX e XX, tendo como primeiro líder Antonio Silvino, e mais tarde, a figura histórica de Lampião e Corisco. Deles, foi Virgulino Ferreira da Silva, o Lampião, o cangaceiro mais importante, não só pelas façanhas contra a polícia e contra certos poderosos locais, mas também pela eficiente organização de seu bando, que percorreu todo o Nordeste massacrado pela seca e pela exploração do poder dos coronéis, grandes latifundiários que se aproveitavam de seu prestígio político para se apoderar das pequenas propriedades. Por parte das autoridades Lampião simbolizava brutalidade e uma doença que se alastrava e que precisava ser contida. Para uma parte da população do sertão ele encarnou valores como a bravura, o heroísmo e o senso de honra.
Partindo desse pressuposto, o presente projeto busca compreender todo processo histórico do movimento do cangaço, sua origem, às causas que levaram a viver na clandestinidade, o auge e o declínio dos bandos, enfocando principalmente a figura de Lampião, o rei do Cangaço, e o impacto de sua presença nos Estados Nordestinos e especialmente em Sergipe. Através de documentos históricos e o testemunho de pesquisadores ou personalidades e famílias descendentes de cangaceiros, vamos confrontar as diferentes idéias, buscando entender a dualidade desse movimento social ainda presente na memória das pessoas simples do sertão, além de trabalhar a arte do cangaço através de um mine documentário, que envolverá assuntos como a produção artesanal, sua estética e invencionices que viraram moda em todas as áreas culturais do Nordeste, além de sua influência na área musical, a dança e a literatura. 


JUSTIFICATIVA


O movimento do cangaço, especificamente o “lendário” Virgulino Ferreira da Silva, o Lampião, e seu bando, está presente no imaginário popular e na memória de muitos sertanejos que presenciaram seus feitos cruéis e heróicos no sertão nordestino. Para conhecer a bravura dos cangaceiros também pode ser encontradas informações na Literatura brasileira e nos versos populares da Literatura do Cordel, nos vídeos da época e nas músicas associadas ao cangaço que para muitos estudiosos do tema, há letras de autoria própria de Lampião, como “Mulher rendeira” e “Acorda Maria bonita”. Trilhando esse caminho nosso objetivo é buscar compreender o movimento e o impacto que o mesmo causou no sertão do Nordeste brasileiro, reagindo contra o abuso do poder político dos coronéis no que se refere às questões sociais e fundiárias presente no cotidiano dos sertanejos.
O referido projeto será desenvolvido na Escola Municipal “Otaviana Odíllia da Silveira”, situada no povoado Brinquinho, no município de Simão Dias. É uma proposta para ser trabalhada de forma interdisciplinar e multidisciplinar, durante a terceira e quarta unidade.
A linha metodológica proposta para trabalhar tal conteúdo envolverão todas as disciplinas e será construída em duas etapas. A primeira na produção de um documentário onde os próprios alunos entrevistarão especialistas na área e pessoas descendentes do grupo, e a segunda etapa, cada professor formará equipes e instruirá nossos alunos nas pesquisas, construção de textos e painéis sobre o cangaço, viabilizando os educandos o conhecimento crítico e científico de nossa história e a reflexão de tal forma que poderão ampliar competências e habilidades específicas onde levarão a comunidade um conhecimento mais amplo a respeito dos cangaceiros.
Por fim, esperamos que o desenvolvimento desse projeto durante as duas últimas unidades possa contribuir de alguma forma para a aquisição do conhecimento crítico sobre o movimento do cangaço em nosso Estado, dando uma visão processual e dinâmica da história do povo nordestino, vítima da exploração do poder político e que reage com bravura, heroísmo ou não, ou forçados muitas vezes, pelas circunstâncias, a se tornar retirantes do seu próprio habitat. 


     OBJETIVO GERAL


         Explorar com especificidade a história do cangaço no contexto político-sócio-cultural, analisando desde sua origem às causas que levaram a formação de bandos clandestinos que agiam no Nordeste brasileiro, suas práticas muitas vezes contestadas ou admiradas por muitos sertanejos, às dimensões históricas e a reconstrução do imaginário popular construída a respeito de Lampião, rei do cangaço, que atuou na década de 1920 e 1930 em todo Estado do Nordeste. 


          OBJETIVOS ESPECÍFICOS


*      Aprofundar o conhecimento histórico sobre a História do Cangaço;
*      Exercitar a criatividade do aluno, a elaboração e expressão na construção da história através das fontes escritas e orais;
*      Reconhecer o valor de documentos escritos e das fontes orais, sabendo analisá-los e construir interpretações a partir deles;
*      Analisar os aspectos físicos, econômicos, sociais, político e cultural do Nordeste brasileiro, especificamente no período do cangaço;
*      Valorizar a memória histórica dos entrevistados;
*      Constatar as condições de vida da época para melhor compreender as causas que levaram os sertanejos a reagirem contra os chefes locais com violência;
*      Identificar aspectos significativos que demonstrem as inúmeras dificuldades enfrentadas pelos sertanejos frente à exploração injusta do poder dos coronéis;
*      Mostrar que a memória do passado do nosso estado foi preservada e que a sociedade deve interrogar a memória histórica, recriar o passado para compreender o presente;
*      Aprofundar seus conhecimentos e confrontarem as diferentes fontes, analisando criticamente as informações pesquisadas;
*      Organizar os resultados dos seus estudos históricos, sabendo selecionar informações relevantes a fim de realizar exposições completas, precisas, fazendo uso de conceitos e convenções históricas.


Parabéns!

Que Jesus ilumine a vida de todos os leitores que hoje estão completando idade nova!

Feliz Ano Novo!

A Direção, os  professores, os funcionários em geral e os alunos da Escola Municipal "Otavina Odíllia da Silveira" do Povoado Brinquinho-Simão Dias/SE. Deseja a todos os leitores desse blog e aos pais  e mães. Votos de um Feliz Ano Novo, repleto de muita paz e realizações constantes. Que a paz de Jesus Cristo reine em todos os lares em 2011 e sempre! 

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Feliz Natal a todos os leitores desse blog

A Direção da Escola Municipal "Otaviana Odíllia da Silveira" junto aos prefessores, aos demais funcionários e alunos desejam um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo a todos os leitores desse blog. Que Jesus Cristo com sua infinita bondade renasça a cada dia nos corações de todas às pessoas trazendo-lhes paz, saúde e hamornia!

Comentário de Gilvanda Matos deixado no orkut

TAMBÉM, JÁ FIZ PARTE DESSA  MARAVILHOSA ESCOLA, HOJE SÃO MEUS FILHOS QUE ESTUDAM AÍ.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Participe da Amostra Cultural nos dias 10 e 11 de dezembro

Nos dias 10 e 11 de dezembro de 2010, a Escola Municipal "Otaviana Odíllia da Silveira" do Povoado Brinquinho - Simão Dias/SE estará promovendo uma Amostra Cultural sobre a história do Cangaço. Venha participar conosco e aumentar os seus conhecimentos! 

sábado, 4 de dezembro de 2010

Lucila Maciela

A Otaviana mora em meu coração! Sinto saudade da época que estudei aí! Beijo a todos que fazem essa maravilhosa instituição!!!!

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Em breve a Escola Otaviana estará mostrando a história do Cangaço

A Escola Municipal "Otaviana Odíllia da Silveira" do Povoado Brinquinho - Simão Dias/SE estará mostando a história do Cangaço de forma detalhada, após uma pesquisa que fora realizada pelo professor Jorge Bastos (professor de História) e seus alunos. Essa Amostra Cultural tem como objetivo ampliar os conhecimentos de alunos e de membros da comunidade local e comunidades vizinhas sobre a história do Cangaço no Brasil. 

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

As Tic’s no contexto da ead: limites e possibilidades

Diante das transformações que vêm acontecendo em nossa sociedade, podemos considerar que estamos vivendo tempos de discussão que nos permitem refletir sobre as tecnologias de informação e comunicação no contexto da Educação a Distância (EAD).
A sociedade vigente caracterizada pela seletividade e dualismo pode restringir a EAD em vários pontos, que por uma legislação específica, podemos entendê-la como meio para inclusão, na qual visa a partir de um espaço interativo, troca de saberes em que deve ser potencializadas competências que possam garantir a formação de um cidadão atuante na presente sociedade.

A apropriação das mídias e Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC’s), no cenário da EAD faz resignificar o conceito de conhecimento. É através das ferramentas tecnológicas, a partir de mediações atuantes que as potencialidades se afloram, o tempo e espaço, já não são mais problemas, proporcionando uma educação sem distância, sem tempo, levando o sistema educacional a assumir um papel, não só de formação de cidadãos pertencentes aquele espaço, mas a um espaço de formação inclusiva em uma sociedade de diferenças.

Nesse entendimento, as novas tecnologias e técnicas de ensino, bem como os estudos modernos sobre os processos de aprendizagem, fornecem recursos mais eficazes para atender e motivar os envolvidos no processo de ensino-aprendizagem. Porém, para muitos educadores, esses recursos ainda apresentam-se como companheiros estranhos, embora se reconheça que a sua utilização no processo está se tornando cada vez mais relevante. Assim, é necessária a presença desses recursos nos cursos de formação de professores e/ou como meio pedagógico para potencialização de competências e habilidades.

O cenário atual da EAD vem passando por transformações a partir de um contexto de mudanças de valores, em que a diversidade cultural é presente, tendo um significado maior em sua contextualização, de saberes e conhecimentos, assumindo um papel importante na sociedade vigente, na qual a globalização gera uma necessidade de comunicação e informação sem fronteiras.

Na EAD, a importância de um planejamento aberto a mediações cooperativas, com caráter flexível, se faz pertinente a partir de uma nova concepção do fazer pedagógico, comprometido com um espaço de trocas, em que a autonomia da construção do conhecimento assume um papel significativo ao que se refere um processo educativo consistente preocupado com a atuação de um indivíduo, totalmente, crítico-reflexivo.
Diante dessa realidade devemos fazer apropriação das TIC’s de forma que venham somar aos estudos até então abordados no processo pedagógico, proporcionando aos aprendizes a liberdade responsável no uso das mídias implicando o aumento da autonomia e da responsabilidade, no desenvolvimento de novas habilidades e na efetivação das interações com o próprio grupo e com as pessoas de outros meios sociais e culturais.

As mídias surgem como mediatizadora, assumindo papel de informação e comunicação. No espaço escolar sua contribuição é relevante a ponto de proporcionar uma inter-relação necessária para formação de uma visão holística da presente problemática. As diversidades que aparecerão promoverá uma percepção além do que nos é imposto, em sua totalidade será formado um momento de aceitação ou não de culturas, diversas, na qual deverá surgir a igualdade como direito e o preconceito como um ponto negativo que denuncia uma sociedade dualista.

Diante desta realidade, o conceito dos recursos didáticos assume um novo papel frente ao surgimento de meios tecnológicos aplicados à educação a partir da prática pedagógica planejada. Na realidade, a idéia de fazer uso das TIC’s é mais abrangente. O uso das mídias educacionais trabalhadas de forma integrada vem nortear a inserção dos sujeitos envolvidos no cenário atual, sociedade tecnológica, além de que viabiliza o processo de formação na modalidade à distância.

O acesso aos meios disponibilizados no espaço de EAD deve ter como princípio à atuação efetiva do sujeito envolvido no processo de ensino-aprendizagem considerando os recursos tecnológicos utilizados como meio de formação para a construção do conhecimento de um sujeito social, comprometido com o processo, ou seja, protagonista de sua própria caminhada em busca da aprendizagem, dando significado ao conhecimento construído.

As TIC’s propiciam novas linguagens no espaço educacional, no qual a intencionalidade tem um significado ao que se refere sua potencialidade. Vale ressaltar que oferecem meios facilitadores, os quais devem estar interligados, caso contrário, não garantirão uma postura dialética do processo de construção de uma práxis comprometida como uma nova paisagem formativa.

Assim, de acordo com a perspectiva construtivista da aprendizagem é possível então construir conhecimento a partir do que já sabemos e do que somos capazes de fazer, utilizando os recursos das novas tecnologias. Logo sugerimos reflexões acerca das tecnologias de informação como meio dinamizador da aprendizagem. Qual o impacto do uso das TIC’s no processo de aprendizagem? Como estimular a produção de material didático para introduzir no aprendizado através do uso de ferramentas das TIC’s? Quais os fatores complicadores e estimuladores para o uso das TIC no aprendizado? Quais ferramentas das TIC’s poderão ser mais facilmente utilizadas para o processo de dinamização do aprendizado?
Por Rodiney Marcelo
Colunista Brasil Escola
Fonte: http://www.brasilescola.com/educacao/as-tics-no-contexto-ead-limites-possibilidades.htm

sábado, 27 de novembro de 2010

As novas tecnologias e as mudasnças no setor educacional

As novas tecnologias estão mudando a rotina das escolas brasileiras e a vida dos alunos e dos professores de todo o país. Não podemos mais desconsiderar as novas tecnologias no ambiente escolar. Elas vieram para ficar, é preciso encarar essa realidade com naturalidade ou então ficaremos atrasados no tempo e no espaço. O professor que não dominar as novas tecnologias terá dificuldade em desenvolver um bom projeto nos dias atuais. Os cursos de capacitação é o caminho mais viável para que os educadores busquem as informações e os conhecimentos necessários para aprender a lidar com essa realidade. O nosso futuro também depende do nosso desempenho em sala de aula porque as inovações tecnológicas não irão parar por aqui. A cada dia, novas tecnologias surgem e novos desafios nos serão propostos.

domingo, 21 de novembro de 2010

HISTÓRICO DO PTH

O grupo PTH (Pastoral Terço dos Homens) do Povoado Brinquinho, Simão Dias/SE foi iniciado em 22 de Novembro de 2004, ás 19:00h na Capela "Nossa Senhora do Perpétuo Socorro" deste mesmo Povoado. A proposta para a criação do movimento em nossa comunidade partiu da sugestão de um amigo, Gilvan Hungria, que reside em Caldas do Jorro/BA. Percebendo a necessidade de incentivar a participação dos homens na Igreja, a idéia foi logo acatada por mim, Givaldo Matos que já exercia um trabalho de evangelização em outros movimentos na comunidade citada. Iniciamos a nossa caminhada com apenas quatro componentes e atualmente são em média quarenta pessoas que se doam nesta missão. Após a criação do nosso grupo surgiram outros em nossa Paróquia que como nós também exercem a missão de anunciar Jesus Cristo. O principal objetivo do grupo Terço dos Homens é levar a Palavra de Deus a todos os nossos semelhantes que assim como nós também necessitam do amor e da graça de Nosso Senhor Jesus Cristo. Temos "Nossa Senhora" como Mãe Intercessora que pede ao seu Filho Jesus por cada um de nós. Além do trabalho no serviço da Igreja exercemos também o nosso papel social e lutamos por um mundo mais justo e fraterno. O atual coordenador do PTH do Povoado Brinquinho é o Sr. José Ferreira Neto e o vice-coordenador, Sr. José Carlos Freire.

CELEBRAÇÃO DA PALAVRA

Amanhã, dia 22/11 haverá Celebração da Palavra na capela Nossa Senhora do Perpétuo Socorro do Povoado Brinquinho, a partir das 19h. Convidamos todos os grupos do Terço dos Homens das comunidades vizinhas para celebrarmos juntos os 06 anos de caminhada missionária do PTH da comunidade citada.

sábado, 20 de novembro de 2010

E. M. OTAVIANA ODÍLLIA DA SILVEIRA

Uma unidade escolar localizada no Povoado Brinquinho, Simão Dias/SE e que tem como objetivo levar o conhecimento e formar cidadãos conscientes.

Aniversariantes do mês

Daiane Matos (Aluna do 9º Ano "A")
Professor Genil Bezerra

A todos os leitores

Obrigado por acessar o nosso blog. Vocês nos ajudam a continuar esse trabalho que é feito para todos que nos honram com a sua participação!

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Bingo em prol da continuação das obras da igreja do Brinquinho

Dia 19 de dezembro, no mesmo dia do “Bingão da Sorte” do Povoado Brinquinho haverá também, um bingo de uma novilha. O preço da cartela será R$ 4,00. A renda será em prol da continuação das obras da igreja local. A comunidade agradece a todos que colaborarem comprando às cartelas.

sábado, 13 de novembro de 2010

Robson Novaes

É COM MUITO PRAZER QUE LHE CONVIDO A PARTICIPAR DESTA REFLEXÃO SOCIOLOGICA, HISTÓRICA, RELIGIOSA E CULTURAL DOS NOSSOS TEMPO





" A PEDRA TEM QUE SER PEDRA NA APARÊNCIA E NA ESSÊNCIA"

ROBSON NOVAES

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Dia 18 de novenbro haverá Crisma no Povoado Brinquinho

No dia 18 de novembro, a partir das 19:00h acontecerá a celebração da Missa do Crisma na capela "Nossa Senhora do Perpétuo Socorro" do Povoado acima citado. Jovens das comunidades Brinquinho, Lagoa Grande e Paracatu receberão o sacramento do Crisma.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Hoje é dia de Plantão Pedagógico na E. M. Municipal "Otaviana Odíllia da Silveira"

Convidamos todos os pais de alunos para participarem do Plantão Pedágócico que será realizado no dia 11/11/2010 a partir das 7:30h (turno matutino), 13:00h (turno vespertino). O objetivo é manter os pais bem informados sobre a vida estudantil de seus filhos e filhas. A Direção da Escola agradece a participação de todos!

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Há quem prefira a advertência "perigo de vida" a "perigo de morte", donde se conclui que há justificativa e gosto para tudo

Houve tempo em que a advertência "perigo de vida" não causava estranheza. Isso foi no século passado. Depois, alguns sábios mais críticos começaram a criticar, porque eram críticos, a aparente contradição entre as palavras "perigo" e "vida"; consideravam que vida jamais poderia ser apontada como perigo porque não constitui risco, coisa óbvia, mas um bem inestimável, daí o condenável contrassenso, diziam.

Diante disso, começaram a recomendar que se desse mais atenção ao significado das palavras e se corrigisse a advertência vista em caixas ou torres de correntes de alta tensão ou na travessia de linhas férreas.

Deveria ser a seguinte a redação da advertência: "Perigo de morte". Sim, porque o distraído incauto que tocar em fios de alta tensão ou for apanhado por um trem enfurecido corre o risco de perder a vida terrena e ganhar a vida eterna antes da melhor hora, se houver alguma. Corre o risco morrer. Perigo de morte, portanto. E assim passaram a recomendar os estudiosos das boas letras, embora um tanto conservadores. E assim dizem os locutores da TV Globo quando apontam o perigo de alguma coisa: medicamentos falsificados, cruzamentos, tiroteios, alguns desses políticos soltos por aí. Coisas assim. Para a Globo e para vários jornais, portanto, é risco de morte ou perigo de morte.

Mas eis que depois surgiu uma nova leitura dessa velhíssima advertência. Ela passou a ser feita por sábios especialistas em explicar e justificar fenômenos linguísticos.

O fato é que uma das interpretações, levemente aventureira, considera estar subentendida a expressão "perder a" antes de vida. Assim: "Perigo de (perder a) vida". Donde se conclui que a tabuleta "Perigo de vida" está muito bem como sempre esteve e pode continuar assim para sempre como advertência para os muitos perigos desta vida inglória.

Semântica
Alguns dizem que "perigo de vida" leva todo jeito de ser um idiomatismo ou idiotismo, uma dessas expressões próprias de um idioma e refratárias a análises de qualquer tipo. Quem quiser ficar com as interpretações acima pode ficar à vontade. Mas convém prestar atenção ao que bem diz J. Mattoso Câmara Jr. em seu Dicionário de Filologia e Gramática a respeito de idiotismos. São "construções vocabulares e frasais que não se prestam a uma análise satisfatória na base dos valores atuais da língua, porque resultaram de fenômenos de analogia e atração, e só se explicam à luz da história da língua; são especialmente dignos de nota os idiotismos locucionais, cuja significação não decorre dos vocábulos componentes e da sua articulação sintática". E exemplifica: dar as da Vila Diogo, chorar pitanga.

Isso quer dizer, obviamente, que não adianta analisar ou somar o sentido de cada um dos vocábulos que compõem a expressão "risco de vida" para obter o significado final. Enfim, o significado de uma expressão como essa não constitui a soma dos significados das palavras.

O Houaiss dá como exemplo de idiotismo "estar com a cachorra", que significa estar irado. E o Aurélio explica idiotismo como "sequência de palavras que funcionam como uma unidade". Exemplos: ficar a ver navios; acabar em águas de bacalhau. Idiotismo indiscutível é o infinitivo flexionado, estranho a outras línguas que não o português e, parcialmente, o húngaro.

Definições
No entanto, talvez "perigo de vida" não seja propriamente um idiotismo clássico porque, trocado um dos termos, ele passa a fazer sentido para atender aos escravos da lógica, sem discussões de natureza racional. Isto é, trocando-se a palavra "vida" por "morte", o que significa "corrigir" a expressão, de acordo com certa interpretação, obtém-se o sentido original sem o tal contrassenso: perigo de morte passa a ter o significado original de risco para a vida.

Essa possibilidade de "correção" do sentido pela troca de um dos termos não ocorre nos idiotismos citados como exemplo por Câmara, pelo Houaiss e pelo Aurélio. Pode-se fazer qualquer arranjo com as expressões "dar as da Vila Diogo", "chorar pitanga", "estar com a cachorra", "ficar a ver navios" que não se conseguirá aproximá-las do sentido com que nasceram. Então por que não reduzir a advertência "perigo de vida" ou "risco de vida" a uma só boa e sumária palavra: "PERIGO"?

Essa advertência sintética iria bem na porta de nossas casas legislativas. E também das executivas e judiciárias. Então seria bom enriquecer o aviso: "PERIGO! CUIDADO!". Ou: "CUIDADO COM A CARTEIRA!". A escolha é sua.

Josué Machado é jornalista,autor de Manual da Falta de Estilo (Editora Best Seller)
Fonte: http://revistalingua.uol.com.br/textos.asp?codigo=12139

sábado, 6 de novembro de 2010

Robson Novaes

Robson Novaes é a nova revelação da música católica baiana. Além de cantor e escritor, é compositor, filósofo, historiador e estudante de medicina. Para conhecer o seu trabalho, acesse: http://palcomp3.com/robsonnovaes/

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Bom dia

Aos leitores que estão nos visitando nesse momento. Tenham um dia de muita paz!

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Aviso

Quarta-feira, dia 03 de novembro de 2010. Teremos aula normal. 

sábado, 30 de outubro de 2010

Medo ou angústia

Imagine que esteja caminhando por uma linda floresta, tranquilamente em uma tarde ensolarada, quando de repente surge em sua frente um endo olhos e logo se levanta solta um enorme urro. Você sabe que ele irá atacar, então você tem dois tipos de reações lutar contra o urso ou sair correndo.  Sabiamente e instintivamente você escolhe a segunda opção.

Esta decisão foi impulsionada pelo sentimento do medo, pois o medo é uma força de reação frente a algo que é concreto e você tem a opção e enfrentar ou fugir.


Do outro lado figura o medo irreal da angustiaessêncializado no que não existe  e não pode ameaçar sua integralidade física de modo objetivo, que pelo fato de não saber de onde vem o perigo, nem o que o aflija cria esta enorme sensação de impotência que lança o ser numa tristeza profunda, subtraindo a cada minuto as suas forças.
Excesso de preocupação, auto piedade, e de auto crítica, principalmente  o contexto que tange ao passado, onde  muitas amarras fazem florescer  no inconsciente medos que são mais destruidores que um urso marrom, pois  não é possível enxergar o alvo, do qual devemos desviar ou atacar, assim ficamos com a nossa integridade emocional e existencial comprometida sem conseguir tomar a posse do que nos foi reservado dentro do nosso direito universal de ser feliz a cada momento  no mundo onde o sol, o vento e os pássaros estão para todos.

Trabalhar os conflitos internos da estrada do dia a dia lhe dará força para que esse tipo medo não faça parte de sua vida.
Autor: ROBSON NOVAES

E. M. "Otaviana Odíllia da Silveira"

Uma unidade escolar localizada no Povoado Brinquinho, Simão Dias/SE e que tem como objetivo levar o conhecimento e formar cidadãos conscientes.

Bom dia a todos que estão visitando o nosso Blog

Temos uma satisfação imensa em tê-los como leitores.

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Edição 2 - Novas Tecnologias na Educação

Notícias

Tecnologias trazem o mundo para a escola

Professora Beth Almeida
Professora Beth Almeida
Autor: arquivo pessoal

Professora associada da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Maria Elizabeth Biaconcini Almeida, mais conhecida como Beth Almeida, se dedica a estudar a aplicação de novas tecnologias na educação, desde 1990. Na época, ajudou a estruturar o núcleo de informática da Universidade Federal de Alagoas. Com mestrado e doutorado na área, atua como docente no Programa de Pós-Graduação em Educação pesquisando Novas Tecnologias em Educação.

Em entrevista ao Jornal do Professor, a especialista ressaltou a importância da capacitação dos educadores para a modernização da sala de aula. Segundo ela, as ferramentas de produção colaborativa já são as mais utilizadas e o futuro das escolas será pautado por uma palavra: conectividade.

1. O que são exatamente as novas tecnologias que estão sendo aplicadas na educação?

Quando falamos de novas tecnologias fazemos referência, principalmente, àquelas digitais. Hoje, sabemos que a tendência é de que haja uma convergência de tecnologias e mídias para um único dispositivo. O essencial é que este dispositivo possua ferramentas de produção colaborativa de conhecimento, de busca de informações atualizadas. Isso possibilita uma comunicação multidirecional, na qual todos são autores do processo ou, pelo menos, têm potencial para ser.

2. Quando surgiu a discussão sobre esse assunto?

O primeiro projeto público surgiu no Brasil em meados da década de 1980. Era o EDUCOM, um projeto de pesquisa desenvolvido em conjunto por cinco universidades públicas que se dedicaram à produção de softwares, formação de educadores e desenvolvimento de projetos pilotos nas escolas.

3. Há uma certa polêmica em torno do uso das tecnologias em sala de aula. Afinal, os efeitos são positivos ou negativos para o desempenho dos alunos?

Vivemos numa sociedade informatizada. Não podemos negar o contato com a tecnologia justamente para a população menos favorecida que, em geral, só teria condições de acessá-la no ambiente escolar. Pesquisas mostram resultados promissores quando as tecnologias de informação e comunicação (TICs) são utilizadas de forma adequada, que oriente o uso para a aprendizagem, o exercício da autoria e o desenvolvimento de produções em grupo.

4. Como elas devem ser usadas do ponto de vista pedagógico?

As novas tecnologias podem ser usadas de diferentes maneiras, mas podem trazer soluções mais eficazes em projetos que envolvem a participação ativa dos alunos, como em atividades de resolução de problemas, na produção conjunta de textos e no desenvolvimento de projetos. O fundamental nessas tarefas é fazer com que os alunos utilizem a tecnologia para: chegar até as informações que são úteis nos seus projetos de estudo, desenvolver a criatividade, a co-autoria e senso crítico.

5. Na era da tecnologia, como serão as salas de aula do futuro?

A primeira mudança é a expansão do espaço e do tempo. Rompe-se com o isolamento da escola entre quatro paredes e em horários fixos das aulas. Teremos a escola no mundo e o mundo na escola. Isso, porque o conhecimento não se produz só na escola, mas também na vida - numa empresa, num museu, num parque de diversões, no meio familiar. Tais espaços poderão se integrar com as práticas escolares e provocarão uma revisão no conceito de escola e de currículo. Os equipamentos serão bem diferentes, estarão disponíveis em qualquer lugar, talvez nem tenhamos que carregá-los. A conectividade é que vai nos acompanhar em todos os lugares.

6. Quais serão as principais ferramentas dos professores? Que tipo de recurso já está sendo utilizado?

Já temos uma série de instrumentos sendo utilizados pelos professores. Os blogs, por exemplo, são bastante disseminados entre os docentes. O WiKi, que é um programa virtual de produção colaborativa de textos, também. Entretanto há outros recursos, como simuladores que permitem visualizar fenômenos da natureza ou do corpo humano que não teríamos condições de acompanhar se não fosse virtualmente; os simuladores propiciam também compreender o significado de funções matemáticas abstratas por meio de testes de hipóteses e da representação gráfica instantânea.

7. A senhora pesquisou a política de outros paises em relação à aplicação das TICs na educação. Como o Brasil se posiciona em relação a países como Estados Unidos e Portugal?

Atualmente, há uma convergência das experiências em diversos países. Os computadores portáteis, por exemplo, estão sendo testados em todo o mundo, simultaneamente: tanto em países da América Latina, quanto da África, da Europa. O problema, no entanto, não é a disponibilidade das tecnologias e sim a formação de professores para utilizar as TICs. Outro problema que também se evidencia em todos os países é a concepção de currículo. Precisamos superar a idéia do currículo prescrito como lista de tópicos de conteúdo. O currículo deve ser construído integrando o que emerge da própria relação cotidiana entre professores e alunos. Muitas vezes, os currículos não abordam habilidades e competências que precisam ser desenvolvidas. Quando se trabalha com o registro de uma atividade num blog, por exemplo, os alunos desenvolvem um projeto pelo computador, que tem o seu desenvolvimento registrado e, assim, é possível identificar diferentes dimensões do currículo que foram trabalhadas no projeto, o que vai muito além do currículo prescrito.

8. O que está sendo feito hoje em termos de formação de professores?

Em primeiro lugar, no Brasil, todos os programas voltados para TICs na educação têm essa preocupação de capacitar os professores. Mais do que permitir o acesso à tecnologia, os programas trabalham a preparação dos educadores. E isso é uma questão de longo prazo, porque a formação se dá ao longo da vida, tem que ser continuada e voltada para a própria prática. Além disso, temos hoje várias pesquisas sendo desenvolvidas nesta área e o Brasil se destaca por ter um projeto de tecnologias na educação que integra a formação de educadores, a prática de uso de tecnologias e a pesquisa científica.

(Renata Chamarelli)
Fonte: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/conteudoJornal.html?idConteudo=37

Comentário do ex-aluno Marcos Antônio

Colégio inesquecível,quem passa por lá, nunca esquece!

Aviso

Comunicamos aos alunos e professores que teremos aula normal a partir de quarta-feira, dia: 03/11/2010.

domingo, 24 de outubro de 2010

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Comentário de Luciana

Essa escola fez parte da minha vida. Só tenho a agradecer, obrigada.

Festa de "Nossa Senhora do Perpétuo Socorro"

Noite do Terço dos Homens e Terço das Mulheres. Apresentação de Coreografia do Grupo de Dança do Povoado Jurema - Fátima/BA.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Festa de "Nossa Senhora do Perpétuo Socorro" do Povoado Brinquinho

1º Dia - Noite em Ação de Graças a "Nossa Senhora do Perpétuo Socorro"

domingo, 17 de outubro de 2010

NOVENÁRIO E FESTA DE “NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO”
JUBILEU DE OURO DA DIOCESE DE ESTÂNCIA”
DIA
TEMA
PATROCINADORES
CELEBRANTES / PALESTRANTES
15
Igreja, Sacramento no Cristo. (LG 1-8)
Ação de Graças à Nª Senhora do P. Socorro
Pe. Humberto da Silva
Pároco - Simão Dias/SE
16
O Reino de Deus. (LG 9-17)
Idosos e Aposentados
Gilvan Gonçalves
Poço Verde/SE
17
Constituição Hierárquica. (LG 18-29)
Comerciantes
Edson Peixoto
RCC - Paripiranga/BA
18
Os Leigos. (LG 30-38)
Terço dos Homens e Terço das Mulheres
Pe. Edvaldo Andrade
Poço Verde/SE
19
Vocação Universal à Santidade da Igreja. (LG 39-42)
Crianças e Catequistas
Pe. José Ribeiro
Estância/SE
20
Os religiosos. (LG 43-47)
Movimentos e Dizimistas
Pe. Alberto Assunção
Boquim/SE
21
Índole Escatológica. (LG 48-51)  
Estudantes e Funcionários
Pe. Vicente Vidal
Lagarto/SE
22
A Bem-aventurada Virgem Maria, no Mistério de Cristo e da Igreja. (LG 52-68)
Motoristas e Motoqueiros
Pe. Gileumar Henrique Alves
Simão Dias/SE
23
“Todo aquele que se exalta será humilhado, e quem se humilha será exaltado”. (Lc 18, 14)
Jovens e Comunidades
    Jorge Luiz
Lagoa Grande - Simão Dias/SE


24







05:00h – Alvorada
06:00h – Ofício de Nossa Senhora
14:00h – Batizados e Consagrações.
15:00h – Procissão.
16:00h – Celebração Eucarística, presidida por Pe. José Ediberto Lima (Vigário Paroquial).
Início das Novenas 19:30h

ORGANIZAÇÃO DA FESTA 
-Comissão Organizadora
-Comunidade Geral
-Pe. Humberto da Silva
(Pároco).
-Pe. Gileumar Henrique Alves
-Pe. Ediberto Lima
(Vigários  Paroquiais).    


sábado, 16 de outubro de 2010

Parabéns!

Ontem quem completou idade nova foi Ana Carmem (Lili), funcionária da Escola Municipal "Otaviana Odíllia da Silveira". Parabéns, muitos anos de vida!

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Comentário do Professor Edinaldo Crispim

 Que saudade dos  momentos de estágio nesta escola maravilhosa! Sinto-me honrado por ser convidado como amigo de vocês no orkut. Sempre me envie mensagens e poste fotos dos funcionários e alunos da escola ou eventos; principalmente dos meus alunos de estágio. Qualquer dúvida pessa informação ao professor Givaldo. Abraços a todos! Vocês tem futuro!